vamos jogar?

Os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas mostraram que não há espaço para competição, quando o assunto é a Cultura da Paz. NA Quadra de Esportes do Magno uma série de atividades uniram adultos e crianças para testar mira, precisão e trabalho em equipe. Seja no arco e flecha, no jogo de peteca ou ainda numa atividade com a bola, onde os participantes precisavam jogá-la de um lado para o outro da rede, utilizando apenas um tecido, todo mundo se divertiu. Vamos jogar?    

 

panc´s

A culinário indígena é repleta de sabores e saberes. Por isso, os alunos dos 8º Anos prepararam receitas, a partir de plantas alimentícias não convencionais e que fazem parte da alimentação dos povos indígenas. 

Os visitantes puderam saborear um deliciosa pizza, com recheio de queijo e Dente de Leão, que tem um sabor bastante semelhante ao da rúcula. Além disso, aprenderam a fazer receitas, como uma Torta de Morango com Trevo e uma Massa com Pesto de Capuchinna.

Que delícia!   

oficina de peteca

Os alunos da Educação Infantil conheceram as brincadeiras e brinquedos, que fazem a alegrias das crianças indígenas. Um dos brinquedos foi a peteca. Por isso, a turminha colocou a mão na massa e convidou os visitares da Mostra UNESCO 2019 para fazer uma peteca, usando palha de milho. Depois de pronta, hora de jogá-la na Quadra de Esportes do Magno. Oportunidade perfeita para muitos papais voltarem a ser crianças. 

o que é, o que é...?

No Caça-palavras dos Animais, as crianças apostaram no vocabulário yanomami para preparar charadas: "O que é, o que é um tipo de gato do mato, que tem pintas pretas?" e "O que é, o que é que um réptil verde, que vive na água e tem espinhos nas costas?" foram apenas algumas das perguntas.

Agora é procurar as respostas no tabuleiro. Vamos lá!  

aboriginal art

O Minimaternal mostrou muito talento e criatividade em telas que homenageiam a arte dos aborígenes, povos que  usam a arte como forma de comunicação. 

Nas pinturas, círculos, formas geométricas e pontilhismo ganharam formas cheias de cores, a partir de imaginação da criançada.  

licocós

Chamada de licocós, as bonecas feitas pelas índias Carajás, moldadas com barro, ganharam uma versão feita pelos nossos alunos. As verdadeiras obras de arte chamaram a atenção dos visitantes da Mostra UNESCO 2019, que descobriram que para os índios, a boneca colorida é uma espécie de amuleto da sorte.

olho de deus

Uma oficina fez sucesso durante a Mostra UNESCO 2019. Se na tradição indígena, o Olho de Deus é feito pelo pai quando o bebê nasce, aqui no Magno, pais e filhos confeccionaram suas mandalas juntos. 

A simbologia por trás da mandala Olho de Deus está relacionada à saúde, felicidade e prosperidade.  

Que tal produzir a sua?

etnomatemática

Três jogos que ajudam a manter a expressão indígena viva e ainda ensinam uma disciplina que demanda muita atenção: a matemática. Duranta a Mostra UNESCO 2019, os visitantes se divertiram com os jogos: Colhendo as sementes, Jogo Kalah e o Jogo da Onça.

Vamos jogar? 

Kunumí MC

A Mostra UNESCO 2019 foi palco para a diversidade da cultura indígena. Além dos trabalhos, apresentações culturais como a do Werá Jeguaka Mirim, o Kunumí MC, revelaram o cuidado e a valorização de um capítulo importante da nossa história.

Em sua apresentação, no Atrium, o rapper indígena fez versos sobre demarcação de terras e foi aplaudido pelo público.

no ar!

O documentário sobre o povo indígena Guarani Mbya, conhecido assim por ocupar a região do litoral, foi lançado oficialmente durante a Mostra UNESCO 2019. A produção é assinada pelos alunos do Ensino Médio do Colégio Magno, que pegaram a estrada rumo ao litoral paulista, para conhecer uma das poucas aldeias indígenas que resistem ao tempo e preservam a história de seu povo.  

Imperdível!

na trilha do índio

A famílias que visitaram a Mostra UNESCO 2019 não resistiram ao convite: que tal encararmos a trilha do índio? O jogo desenvolvido pelas crianças do 1º ano uniu cultura maker, tecnologia e elementos da cultura indígena. O desafio era caminhar pela trilha, a partir de comandos dados por meio da leitura de QR´s Code, disponíveis em cada casa do tabuleiro. 

Quem vai chegar primeiro?

magtur

Que tal conhecer a cidade histórica de Iguape? Ou a Ilha do Cardoso e seus mais de 15 mil hectares de Mata Atlântica? Ou ainda a Aldeia Takuari-Ty, em Cananéia, para conhecer a arte e cultura dos povos indígenas que vivem por lá? Esses são apenas alguns dos destinos escolhidos pelos alunos na MagTur, uma agência de viagens fictícia, criada para apresentar as curiosidades, fotos e experiências vividas pelos estudantes ao longo dos Estudos do Meio realizados este ano. 

Vamos viajar? 

de a a z

A família linguística tupi-guarani é uma das mais importantes da América do Sul. Pensando nisso, os alunos do 1º ano elaboraram um dicionário em tupi-guarani, com as palavras mais significativas.  

Unidade Olavo Bilac 

Berçário, Educação Infantil e
1ºano do Ensino Fundamental
(11) 5522-1555
olavo@colegiomagno.com.br 
Mapa de localização

Unidade Campo Belo

Educação Infantil e 1º ao 4º ano do Ensino Fundamental 
(11) 5041-2566  (11) 5532-1741 
cbelo@colegiomagno.com.br 
Mapa de localização

Unidade Sócrates 

Ensino Fundamental e
Ensino Médio 
(11) 5685-1300 
magno@colegiomagno.com.br 
Mapa de localização