O Universo é logo… aqui!

Alunos do Magno conquistam título da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites com projeto que usa inteligência artificial para garantir eficiência às produções agrícolas 

“Ao infinito e além!” A frase clássica do astronauta Buzz Lightyear, da franquia Toy Story, resume a conquista dos alunos do Magno, Gabriel Martins, Nicolas Honda, Rafael Zimmer e Raphael Martins. O quarteto foi o grande campeão da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites, na modalidade Satélites e Inteligência Artificial, categoria Ensino Médio/Técnico. Os “Tartarugas - o nosso sustento”, nome dado ao grupo, foi a única equipe de São Paulo a garantir o ouro na competição. 

 

A competição virtual reuniu mais de 500 alunos, divididos em 114 equipes de 18 Estados brasileiros, e aconteceu de 17 a 23 de outubro, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). 

 

Escolhido por uma equipe de especialistas, o projeto dos alunos do Magno usa Inteligência Artificial para estudar dados fornecidos por satélites sobre plantações agrícolas. A proposta dos alunos é gerar maior automatização e eficiência produtiva, para monitorar e auxiliar na manutenção da integridade das propriedades e da produção agrícola. 

 

O trabalho foi orientado pelo professor de Física, James Ryo Kobayashi, e contou com a experiência adquirida pelos alunos em projetos anteriores, propostos pela Escola. Em 2019, por exemplo, os estudantes viajaram aos Estados Unidos para participar de uma imersão no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Durante a viagem, eles desenvolveram projetos com o objetivo de garantir uma melhor qualidade de vida para idosos e ainda conheceram o D-Lab, programa do MIT focado no design e disseminação de tecnologias. (Saiba mais).

 

Como premiação, a equipe conquistou medalhas, certificados de participação na OBSAT e um kit CubeSat Educacional, tipo de satélite miniaturizado usado para pesquisas espaciais e comunicações radioamadoras). 

 

A 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) é organizada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em parceria à Agência Espacial Brasileira (AEB), ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e à Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP). 

 

Parabéns, garotos! 

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon